Você fala Interlíngua?

Provavelmente não, mas com certeza entende…



Interlingua

Le vocabulario commun del linguas occidental pote functionar in un systema coherente de communication. Assi se presenta un lingua autonome. Le nomine de iste lingua es Interlingua.

Non fabricate

Interlingua non es un lingua artificialmente fabricate secundo preferentias particular de un sol persona o de un gruppo isolate de individuos. Le vocabulario commun del linguas occidental esseva le directiva, e iste vocabulario jam existe 2.000 annos. Illo ha su origines in le linguas latin e grec, que deveniva tanto importante pro le cultura, primarimente in Europa, ma postea anque in le mundo integre.

Latino moderne

De facto Interlingua non es un nove creation, ma solmente le re-initiate functionamento del latino in un forma moderne, como illo potentialmente continuava de exister, principalmente in le linguas romanic e anglese, ma su sphera de penetration se extendeva in omne linguas occidental e in alteres.

Vocabulario international

Post un profunde studio del elementos commun in le linguas principal europee on ha evolvite certe principios pro le selection e le forma del parolas in Interlingua. Le principios fundamental es:

  • Un parola es adoptate in Interlingua, si illo es commun a al minus tres del linguas anglese, francese, espaniol/portugese, italian.
  • Si le parola es commun in duo de iste linguas, su existentia in germano e/o russo es decisive.
  • Le forma standardisate de un parola debe esser maximalmente conforme al linguas mentionate, i.e. apparer como le denominator commun del vocabulos e elementos in le linguas fonte.

Grammatica simple

Le formation del grammatica es determinate grandemente per le vocabulario e le structura morphologic in le linguas de base. Como principio fundamental se poneva que le grammatica debe esser le systema le plus simple que es possibile pro possibilisar le uso del vocabulario in un coherente lingua. Isto significa le exclusion de varie particularitates e formas specific del linguas constituente, ergo nulle generes masculin e feminin, nulle declinationes e nulle conjugationes irregular de verbos.

Avantages

Pro personas qui es familiar con le vocabulario panoccidental Interlingua es comprensibile a prime vista. Per un texto in Interlingua on pote attinger un grande publico multinational cultivate. Pro altere personas Interlingua offere un utile introduction al tresor de vocabulos scientific, technic e cultural. Illo anque facilita le lectura de linguas romanic. Interlingua pote esser un profitabile factor supplementari in studios linguistic. Le internationalitate del vocabulario e le simplicitate del grammatica possibilisa al lector o studiante tosto occupar le position de un active usator de Interlingua.

Le Union Mundial pro Interlingua

Comentários desativados em Você fala Interlíngua? Enviado em Uncategorized

Memórias…

Lá pelos idos de 1997, no meu terceiro ano de internet, alguém me apresentou a uma animação do site da Disney: “The Fridge of Horrors”

Era uma animação dos primórdios do Shockwave e Flash, hoje tão comuns…

Enfim, lembrei-me disso e, após alguns minutos “conversando” com o Tio Google, aí está, para meu deleite (e quem sabe, o seu), o link para a “Geladeira dos Horrores”

^_^b

Comentários desativados em Memórias… Enviado em Uncategorized

Constantine (2)…

Relendo as nove primeiras edições de “John Constantine: Hellblazer” (ou simplesmente Hellblazer), percebi que o filme tinha várias referências aqueles primeiros números da revista, de 1987 (portanto três ou quatro anos após a primeira aparição do personagem, em Swamp Thing, por Alan Moore)…

Por exemplo:

  • O demônio de insetos que John enfrenta na rua, foi seu primeiro adversário em sua revista própria, e teve um preço muito alto para ser derrotado (O demônio se chama Mnemoth, Edições #1-2)…
  • A seqüência em que John prende a aranha embaixo do copo e exala fumaça, é quase idêntica a uma cena na Edição #9, com a diferença principal que era uma barata…

Outras referências, infelizmente sub-utilizadas existem, mas a mais desperdiçada, que poderia ter sido “guardada” para uma seqüência, é a questão do câncer. Originalmente, nos quadrinhos, John teve câncer pulmonar inoperável, mas a maneira como ele “resolveu” esse problema, é muito mais interessante do que a presente no final do filme, e mostra a verdadeira natureza de seu poder…

Comentários desativados em Constantine (2)… Enviado em Uncategorized

Constantine…

Bom filme, mesmo com pouco do universo do personagem traduzido com alguma fidelidade para as telas (o que já era de se esperar)…

Ainda assim, está razoavelmente reconhecível… E para quem não conhece, e nem quer conhecer o original em quadrinhos, é boa diversão…

Após ver, continuo concordando com o que o personagem disse certa vez, em uma das edições, e parafraseio:

Não gosto de, e muito menos confio em anjos…”

Comentários desativados em Constantine… Enviado em Uncategorized

Assim é, e sempre foi…

Certas coisas em mim, sempre foram iguais, constantes, e de uma forma ou de outra, góticas

Minha forma de amar, por exemplo: intensa, sofrida, maior que a vida, bem dentro dos parâmetros ultra-românticos comuns ao gótico…

E isso apesar de eu ser uma pessoa extremamente prática, mesmo com meus sentimentos… Quem me conhece sabe que extirpei de minha vida, há não muito tempo, uma pessoa que foi… muito importante, e se era importante, então eu a amava…

Amor para mim é “Simples assim”… Se eu gosto (e falo de gostar mesmo, não “ter um interesse”, ou “achar divertido”), eu amo… São poucas pessoas, mas é profundo…

Mas estou divagando… não estou falando de Amor genérico, estou falando especificamente da forma de Amor que gera relacionamentos…

Não sei falar desse Amor… Quando tento, a velha “praticidade” vem à tona… Sei apenas senti-lo… Para falar dele, tenho que recorrer às sublimes metáforas de outros, que são contante em minha vida: Poe, Baudelaire, dentre outros…

Mais, na mesma data deste post, aqui

Comentários desativados em Assim é, e sempre foi… Enviado em Uncategorized

Mitos…

Interessante como temos a tendência a criar certos mitos, sem ter a informação correta, apenas pelas aparências ou pelas situações…

O orkut (do qual não faço mais parte), por exemplo… Muita gente crê que ele foi o primeiro site de Rede Social, apenas por que foi o primeiro que conheceram…

Só que ele foi criado em 2004, enquanto na verdade, os primeiros com os rudimentos dessa forma surgiram em 2002, e outros mais conhecidos e ainda na ativa hoje, como o Friendster, Tribe.net, e LinkedIn, surgiram em 2003…

E eu me lembro vagamente de um outro, creio que de 2001, que não existe mais, o Six Degrees, cujo próprio nome é uma das bases do conceito…