Esperado, Inesperado e Sincronicidade…

Momentos de sincronicidade em alto grau nos últimos dias…

Sexta-feira, dia 3, vi no metrô uma amiga do filho de Patricia (ex-namorada, pra quem não me lia no blog anterior), com a mãe.

Na segunda, dia 6, senti vontade de comer paçoca, depois de muito tempo. No fim do dia, uma pessoa que já foi muito amiga (do círculo interno), e a quem tirei de minha vida já há muitos meses, materializou-se nas filas do 383, sendo que não é seu caminho…

O que a paçoca tem a ver com a pessoa? Ambos gostávamos e tinhamos o costume de comprar… A última vez que tinha comido esse doce, foi com aquele ser…

Esses são os aspectos do inesperado…

Semana passada, na hora do almoço, voltando pro escritório com uma colega, cruzei com a própria Patricia…

Este é um aspecto do esperado, afinal, trabalhamos no Centro do Rj, relativamente próximos, era muito provável que eventualmente fôssemos nos esbarrar…

Cumprimentos rápidos, apenas movimentos de cabeça, sombrancelhas, o básico…

O interessante é como o esperado pode ter um impacto maior que o inesperado… Talvez o impacto maior tenha sido vê-la de saia… ^_^ (Detalhes? Ela explica aqui…)

Vale lembrar que eu conversava, naquele dia na fila do ônibus em que a persona non grata surgiu, com uma pessoa que trabalha no escritório de Patricia…

Tempos bizarros…

Anúncios

Os comentários estão desativados.