Amor antigo…

Na GANP – 15/12/2006

Lanika é um caso de amor antigo…

E que fique claro: no meu entender, todo sentimento que une as pessoas é amor.

Eu a conheci no ocaso do Covil, um certo grupo e fanzine de/sobre quadrinhos, dos tempos do fanzine fotocopiado, antes do e-zine…

É uma pessoa especial, que cativa, tanto pelo físico, como pelo intelecto. Artista de sensibilidade, e indivíduo capaz de sustentar uma conversa animada e dona de opiniões abalizadas, sem os “achismos” tão comuns hoje me dia…

A foto acima foi tirada de improviso no seu aniversário, há alguns dias, mas como só a recebi dois dias depois, aguardei para publicá-la em dia apropriado como hoje, Litha, o Solstício de Verão…

Reitero o que lhe desejei no dia de sua efeméride, Lanika:

Que seus dias sejam muitos e sua colheita sempre farta…


Veja o Site de Lanika

Anúncios

Os comentários estão desativados.