Ano Novo(?)

Vinte e quatro horas… Sete dias… Trinta dias… Trezentos e sessenta e cinco dias…



Todos os números acima representam medidas e padrões arbitrários…



Diante disso, qual a diferença entre 23h59min de 31 de dezembro e 0h de 1º de janeiro?



Mesmo a numeração dos anos é arbitrária, cultural. Apenas pouco mais de um terço da humanidade irá comemorar alguma “passagem de ano” esta noite, mesmo que por uma questão de globalização utilize o calendário gregoriano no dia a dia…



Mas o ponto ao qual quero chegar é:



Se todas estas medidas são arbitrárias, porque escolher uma das maiores usadas cotidianamente, o ano, como referência para nossas mudanças de vida? Porque esperar, desejar e planejar que o próximo período de 365 dias seja melhor, que seremos diferentes, que mudaremos coisas em nós?



Porque não usar uma medida menor e estabelecer passos menores, mais viáveis? Porque não esperar/desejar/planejar para o dia seguinte, um passo menor e portanto mais simples de executar e de atingir?


Que tal se sua resolução de fim de ano não seja para o ano inteiro, mas para “amanhã”? E partindo daí, todos os dias traçar as resoluções para o dia seguinte?



Imagino que muito mais de nós atingiriam seus objetivos…







Mas dito isso, desejo a todos um Feliz Ano de Calendário 2007 e.c.







powered by performancing firefox

Anúncios

2 Respostas para “Ano Novo(?)

  1. Realmente vc tem razão! Mas eu gosto sempre de acreditar no prazo dado de 365 dias, dando um passo a cada dias… rs beijocas

  2. Eu concordo com vc, mas parece que cada dia, é um espaço de tempo muito curto, 365 dias parece um tempo longo demais, como eu postei hoje, esse é o primeiro ano que eu começo com resoluções, geralmente eu as faço em alguns momentos do anos… e muitas eu nem cumpro!! hehehehe!!Feliz ano novo!!Beijos!!