Pintando a Mona Lisa com MS Paint…

Anúncios

Crônica Obscura (2)

Periferia da cidade, alta madrugada…

A menina, 13 anos, corre na direção de um grupo de rapazes que voltava do baile (funk).

Me ajudem!!! – grita.

Os rapazes a cercam, perguntando o que houve.

O cara tava querendo me agarrar!!! – a menina responde.

Um dos rapazes olha na direção em que ela veio e vê um homem saindo do mato, abotoando as calças.

Olha lá!!! É o cara!!! Vamo pegar o “f1lh4d4put4”!!! – grita, já correndo.

O grupo corre em direção do homem que, acuado pelo grupo, tenta fugir. Está mancando, o que torna a fuga impossível. Logo o grupo de jovens o alcança e lhe aplica uma surra.

O homem, de meia idade, é trazido, quase arrastado, até perto da menina.

Não foi ele.


O fato é verídico, apenas os diálogos foram por mim criados.

Duas coisas tenho a dizer:

  1. Como as aparências por vezes enganam, e provas circunstanciais podem levar um inocente à prisão, ou a uma surra como no “causo” acima, é o motivo pelo qual sempre defenderei os Direitos Humanos. Eles protegem os inocentes dos erros e injustiças, tão característicos de nós, Humanos.
  2. O que a menina de 13 anos estava fazendo na rua, sozinha, de madrugada?

Crônica Obscura (1)

O casal de idosos, ambos na faixa dos 70 anos, entrou no vagão do trem. Sentaram-se e depois de alguns momentos,um segurança aproximou-se e informou que aquele vagão era reservado para mulheres e que o senhor não poderia ficar.

Algumas mulheres manifestaram-se:

– Ele pode ficar, é um velhinho…

E um passageiro, que observava do outro vagão, próximo à passagem entre eles, sugeriu ao segurança:

– Tem duas moças sentadas aqui neste vagão. Porque você não pede a elas que troquem de lugar com o casal? Eles ficariam sentados juntos e as duas moças também, no vagão reservado.

Ao que o segurança retrucou:

– Não, ele (o septuagenário) é que tem que sair.


Moral da História:

Os seguranças da Supervia (RJ) não estão lá para ajudar, mas para atrapalhar. Bom senso, para variar, não há.

Powered by ScribeFire.

Dia Internacional da Mulher…

Não tenho o hábito de comemorar esse tipo de datas, prefiro não esquecer que o que está sendo celebrado existe, na verdade, durante os 365 dias do ano…

Mas, como minha ligação com o Divino é através do princípio feminino, dou os parabéns a todas, e celebremos a Senhora

Salve Kali Maa!

https://i1.wp.com/www.iloveulove.com/images/kali83.jpg