I love SoKo…

Quem?

SoKo na Wikipédia (PT) e na Wikipedia (EN)

Uma letra…

“Shitty Day”

I hate myself today.
I don’t know what’s happening to me.
I hate my face today.
I think I look so shitty.

I have some sweat everywhere.
I’m not even shaved.
My hair all greasy.
I look disgusting.

My eyes are glued.
My lips are chaffed.
My legs are prickling.
And plus I’m stinky today.

How can I date someone with a face like that?
I know you’re gonna dump me again,
And I am gonna cry.

Cuz you want a perfect girl,
And I’m not what you expected.
You want a perfect girl,
And I look shitty today.

Maybe I should put some makeup,
And find some crazy outfits.
But I am very tired today
And I don’t care if I’m not pretty.

Should be like these girls,
Skinny and great all the time.
I’m still wearing my slippers
And eat all the candies at home.

I should sleep more,
And stop going out everyday.
I should focus more,
And stop complaining today.

Tell me, How can I date someone with a face like that?
I know you’re gonna dump me again,
And I am gonna cry.

Cuz you want a perfect girl,
And I’m not so perfect.
You want a perfect girl,
And I look shitty today.

Tell me, how can I date someone with a face like that?
I know you’re gonna dump me,
And I am gonna cry.

Um Vídeo…

Músicas

Anúncios

Recomendo…

A geek life


A dificil arte geek

“Viver já não é muito simples, ter uma vida geek então.. pode não ser tão legal quanto as pessoas gostariam que fosse e pode não ser tão chata como muitos pensam. Só quem vivencia isso todos os dias sabe como é, sabe como é muitas vezes ser incompreendido.

“Segundo a wikipedia:

“Geek é uma expressão idiomática da língua inglesa, uma “gíria” que define uma nova geração de nerds, mais descolados, com interesses voltados para tecnologia e que não abdicam da vida social.

“No blog ‘A geek life vou tentar passar um pouco da vida geek e do espirito ‘geek pride’, espero que muitos de vocês se identifiquem e pensem: ‘não estou sozinho’ :P

“Leiam, pensem, reflitam e comentem.”

(Nota do Editor: Esse cachorrinho não é o máximo? – Leiam e comentem lá!!!)

Blogged with the Flock Browser

Tags:

Desconstruindo Lee (II)

Há cerca de 20 anos, eu perdi alguém

De uma forma brutal, sem sentido, sem necessidade. Alguém destruiu sua vida (ou pelo menos assim espero, que a Deusa me perdoe) e eu fiquei sem ela em minha…

Sinal fechado para os automotores; ela atravessando na faixa; ônibus avançando o sinal, por detrás… dá para entender, não?

Fui uma das últimas pessoas (até onde sei) a falar com ela… E uma das primeiras a saber, no dia seguinte, de sua partida…

Fui ao funeral, mas não quis ver o corpo… Este não me diria nada. Sua lembrança alegre, “descolada” com diz-se hoje, dizia e diz muito…

Don’t know what you got (till it’s gone)” – não sabes o que tem (até que se vai) – nunca soou mais verdadeiro, embora a música do Cinderella seja mais recente que os fatos…

Eu amei a ela… Não o soube, até que ela me faltou… Não sei que forma esse Amor teria tomado, tivéssemos mais tempo…

A única coisa que sei é que carrego esta dor comigo, até hoje…
Mas é algo que me impulsiona… Costumo dizer que ela me trouxe um prenúncio do devir
Dediquei um trabalho a ela (que teve muito sucesso, aliás), e dei-lhe um apelido que somado a seu nome, apontava para um futuro (agora presente) que jamais imaginaria…