Vivendo

Creio que sempre, de alguma forma persegui o “Vazio“, a Não-Existência… Meu Passageiro, a única força (mesmo antes de tomar consciência dele) a me manter de alguma forma “vivo“…

No final das contas, “vivo” acaba sendo um termo equivocado, o Passageiro apenas me ajudou a “sobreviver“… Viver, pelo que entendo é o que estou fazendo agora…

Bem, sejamos corretos e justos: venho aprendendo a viver há tempos, mas apenas agora, estou compreendendo isso. Sou grato então, ao meu Passageiro que me ajudou a passar pelo Abismo, e que tem seu lugar na minha existência, pois é parte de mim.

Olho adiante, e sigo, por vezes confuso, por vezes errando, mas disposto a continuar neste caminho em que me encontro, e a continuar…

vivendo.

Anúncios

From Beyond

Não morri, não caí em uma singularidade, nem nada drástico…

Mas, do post passado para cá, quase tudo na vida mudou, e para melhor!

A casa nova ainda está em estado de fluxo, mas a família está bem acomodada. Estou trabalhando naquele órgão público, de olho em uma convocação de outro (quase os mesmos salário e benefícios, mas mais tranquilo em outros níveis). Meu PC continua tentando me irritar, mas eu acabo conseguindo domá-lo.

Entre faculdade, trabalho e família não sobra muito tempo para internet, mas “estou de olho“, dentro do possível…

Mas tudo está perfeito? Não, isso não existe, mas estresses à parte, o plano é dar certo.
E vai dar, certo?
(I got faith, faith of the heart…)

***

Quem me conhece sabe que, apesar da preferência por Blues e Rock, sou bem eclético em termos de música.
Por algum motivo, tenho ouvido bastante isso aqui:

[Nota: o pessoal da antiga informado, vai lembrar que essa música, Sou o Estopim (de Antônio Barros), foi tema de Marcina (Sônia Braga) na novela Saramandaia, de 1976 – Globo]

Comentários desativados em From Beyond Enviado em pessoal