Trinta dicas para escrever bem [Reblog]

(Via Techfree)

/Autor: Professor João Pedro da UNICAMP/

1. Deve evitar ao máx. a utiliz. de abrev., etc.

2. É desnecessário fazer-se empregar de um estilo de escrita
demasiadamente rebuscado. Tal prática advém de esmero excessivo que
raia o exibicionismo narcisístico.

3. Anule aliterações altamente abusivas.

4. não esqueça as maiúsculas no início das frases.

5. Evite lugares-comuns como o diabo foge da cruz.

6. O uso de parêntesis (mesmo quando for relevante) é desnecessário.

7. Estrangeirismos estão out; palavras de origem portuguesa estão in.

8. Evite o emprego de gíria, mesmo que pareça nice, sacou??… então valeu!

9. Palavras de baixo calão, porra, podem transformar o seu texto numa merda.

10. Nunca generalize: generalizar é um erro em todas as situações.

11. Evite repetir a mesma palavra pois essa palavra vai ficar uma
palavra repetitiva. A repetição da palavra vai fazer com que a palavra
repetida desqualifique o texto onde a palavra se encontra repetida.

12. Não abuse das citações. Como costuma dizer um amigo meu: “Quem
cita os outros não tem idéias próprias”.

13. Frases incompletas podem causar

14. Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma coisa de formas
diferentes; isto é, basta mencionar cada argumento uma só vez, ou por
outras palavras, não repita a mesma idéia várias vezes.

15. Seja mais ou menos específico.

16. Frases com apenas uma palavra? Jamais!

17. A voz passiva deve ser evitada.

18. Utilize a pontuação corretamente o ponto e a vírgula pois a frase
poderá ficar sem sentido especialmente será que ninguém mais sabe
utilizar o ponto de interrogação

19. Quem precisa de perguntas retóricas?

20. Conforme recomenda a A.G.O.P, nunca use siglas desconhecidas.

21. Exagerar é cem milhões de vezes pior do que a moderação.

22. Evite mesóclises. Repita comigo: “mesóclises: evitá-las-ei!”

23. Analogias na escrita são tão úteis quanto chifres numa galinha.

24. Não abuse das exclamações! Nunca!!! O seu texto fica horrível!!!!!

25. Evite frases exageradamente longas pois estas dificultam a
compreensão da idéia nelas contida e, por conterem mais que uma idéia
central, o que nem sempre torna o seu conteúdo acessível, forçam,
desta forma, o pobre leitor a separá-la nos seus diversos componentes
de forma a torná-las compreensíveis, o que não deveria ser, afinal de
contas, parte do processo da leitura, hábito que devemos estimular
através do uso de frases mais curtas.

26. Cuidado com a hortografia, para não estrupar a língúa portuguêza.

27. Seja incisivo e coerente, ou não.

28. Não fique escrevendo (nem falando) no gerúndio. Você vai estar
deixando seu texto pobre e estar causando ambigüidade, com certeza
você vai estar deixando o conteúdo esquisito, vai estar ficando com a
sensação de que as coisas ainda estão acontecendo. E como você vai
estar lendo este texto, tenho certeza que você vai estar prestando
atenção e vai estar repassando aos seus amigos, que vão estar
entendendo e vão estar pensando em não estar falando desta maneira
irritante.

29. Outra barbaridade que tu deves evitar chê, é usar muitas
expressões que acabem por denunciar a região onde tu moras, carajo!…
nada de mandar esse trem… vixi… entendeu bichinho?

30. Não permita que seu texto acabe por rimar, porque senão ninguém
irá agüentar já que é insuportável o mesmo final escutar…

Anúncios

Momento Professor [Vida]

Momento nº 1

Leciono como principal atividade já há mais de um ano, e como aprendi a amar (além de ter um gene perdido relacionado, com certeza) ministrar aulas, já está na rotina e no “sangue”… Mas este sábado, comecei com três novas turmas em um novo local de trabalho (cada vez mais me sinto um professor típico do País das Maravilhas Brasil que trabalha em mais de um lugar)…

Apesar da Diretora ser tranquila e ter claramente gostado de mim e do meu curriculum, apesar do material didático, do programa do curso, duração e módulos serem os mesmos do meu local de trabalho principal, em cada uma das turmas, nos momentos inciais, lá estava aquela velha conhecida sensação: o frio no estômago

Momento nº 2

Após minhas primeiras aulas no outro curso fui direto até onde, começando essa semana, ficarei apenas de segunda à sexta-feira, para informar aos meus alunos que não mais estaria com eles.

As aulas foram tranquilas e no final de cada uma, após conversar com eles, vários (a maioria, talvez) vieram me cumprimentar, abraçar…

Momento novo desconhecido para mim: Coração apertado

Amo meus alunos, sinto falta deles quando não comparecem, e quando as turmas encerram. Mas esta sensação de aperto no coração, que já tinha visto retratada em tantos filmes, e contada por minha mãe tantas vezes ao longo da vida, é absolutamente nova…

Sensação que, aliás, continuo a sentir…

Dia do Professor

E ontem foi o Dia do Professor, ou como se dizia antigamente, Dia do Mestre

Nunca pensei que receberia homenagens neste dia, para mim sempre foi dia de prestá-las…

Mas devo confessar que receber carinho de meus pares, de meus superiores e principalmente dos meus alunos, foi muito agradável…

É claro que receber aumento de salário, bonificação, etc., seria ótimo, perfeito. Mas já me disseram que lecionar é uma satisfação em si, e acho que isso é verdade…

Enfim, Dia do Mestre são todos os dias, afinal, sempre existe alguém nos ensinando algo, de uma forma ou de outra… Sendo assim, felicidades a todos nós Professores, Educadores e Mestres, e que nossa vida apenas melhore!